Eu me declarei pra você milhares de vezes. Quando eu ri daquela sua piada idiota que não teve a menor graça e quando dei risada das piadas de mau gosto que você fez sobre mim. Lembra? Eu deixei você me zoar porque você achava muita graça naquilo, e se te faz feliz… Bom, me faz feliz. Quando eu deixei os outros um pouquinho de lado pra dar toda a atenção pra você. Quando eu ouvi as músicas que você me mandou, mesmo elas não sendo do meu gosto. Lembra… Quando eu tratava todo mundo mal, mas era super gentil com você? Então. Isso também foi uma declaração, mesmo que silenciosa. Quando eu aguentei suas grosserias todas porque você teve um dia ruim. E também quando eu deixei você descontar todas as suas frustrações em mim, mesmo eu não tendo nada a ver. Quando eu te fiz sorrir quando tu chorava por outra pessoa. Quando eu te defendi do mundo mesmo você estando completamente errada. Quando eu deixei de ficar irritado só porque você tava mal e precisando de alguém. Eu me declarei pra você tantas vezes, da minha maneira… Só você que não viu.
- Vinícius Kretek. (via lettres-a-paris)
Claro que eu vou te machucar. Claro que você vai me machucar. É claro que vamos machucar uns aos outros. Mas esta é a própria condição de existência. Para se tornar primavera, significa aceitar o risco de inverno. Para tornar-se presença, significa aceitar o risco de ausência.
- O Pequeno Príncipe.     (via felicidadeadois)
Digo que não ligo, mas não vivo sem você.
- Los Hermanos. (via lettres-a-paris)
É, Deus…
Parece que vai ser nós dois até o final.
- Los Hermanos    (via felicidadeadois)
É burrice, eu sei. Mas sinto falta. Queria que o tempo voltasse, só pra viver tudo de novo.
- Katy Perry.   (via lettres-a-paris)
Se você flor, eu vaso (também).
- Eu me chamo Antônio.   (via lettres-a-paris)
Era tudo brincadeira, até o momento em que eu comecei a gostar de você.
- Desconhecido.  (via felicidadeadois)
E se não aconteceu, não era o certo pra você.
Pessoas não gostam de ouvir verdades, elas gostam de ouvir o que faz bem para elas.
- Desconhecido.  (via lettres-a-paris)
Adoro o jeito que ela faz eu me sentir, como se tudo fosse possível, como… sei lá! Como se a vida valesse a pena.
- 500 Dias com Ela.    (via felicidadeadois)






THEME BY AMANDA AND NOTES BY ANA.